baixio
baixio
A praia do Baixio se estende desde a foz do rio Subaúma totalizando 16 km de litoral com acesso pela Vila de Baixio

O turismo, como sabemos, é um vetor de desenvolvimento socioeconômico. No que se refere ao turismo de praia e sol, nosso município possui apenas uma praia marítima, localizada na Vila de Baixio que, por suas belezas naturais (composta por lagoas, dunas, coqueirais, mangues, rio e cachoeiras), seu rico artesanato, construções históricas dos séculos XVIII e XIX, suas pousadas aconchegantes e sua culinária peculiar e saborosa motivam o turismo e tal atividade tem se mostrado importante para a movimentação econômica da região.

A praia do Baixio se estende desde a foz do rio Subaúma (na divisa com o município de Entre Rios) até a margem direita da foz do rio Inhambupe (na divisa com o município de Conde), totalizando 16 km de litoral com acesso pela Vila de Baixio. Além da praia marítima e das lagoas (Azul, Verde, Mamucabo e de Panelas), Esplanada possui uma praia ribeirinha: a praia da barra do rio Inhambupe, boa para banho e pesca; limita-se ao Sul com a bacia do rio Subaúma e ao Norte com a bacia do rio Itapicuru.
Dentre as cachoeiras, destacam-se a Cachoeira do Rio Grande, formada por causa do terreno acidentado na altura da Fazenda Corte Grande e a Cachoeira dos Índios, com águas bem frias e que possui uma paisagem encantadora. Partindo para uma das ramificações do turismo cultural, o turismo religioso, encontramos na Vila de Palame a Igreja de Nossa Senhora de Santana, padroeira do local, que é uma construção do século XVIII.
Pela Lei Provincial nº 2359, de 01/08/1882, foi criado o Distrito de Palame e anexado à Vila de Conde.
Pela Lei Estadual nº 889, de 10/06/1912, é extinto o Município de Conde passando à condição de distrito do Município de “Arraial de Esplanada” e, consequentemente, Palame passa para nosso município.
O Município passa a se chamar “Esplanada” simplesmente, em 1931, e adquire o território do extinto Município de Conde. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o nosso município já é constituído por 3 distritos: Esplanada, Conde e Palame.

Contudo, antes mesmo da fundação do Município Arraial de Esplanada (1912) e antes também de o município receber os foros de cidade (1921), a Igreja de Senhora SantAna já existia e atraía muitos fiéis à parte mais alta do povoado para homenagear a mãe de Maria e avó de Jesus. A igreja, que foi edificada pelos Padres Jesuítas durante o final do século XVIII com pedras e óleo de baleia, detém um acervo sacro e uma importância religiosa singular para o Litoral Norte da Bahia.
Com o passar dos séculos e por consequência das fortes chuvas e pela falta de manutenção, boa parte da igreja ruiu, restando da construção original apenas o altar-mor e as imagens em gesso e madeira de S. Joaquim, de Senhora SantAna, de Nossa Senhora da Soledade (ou Nossa Senhora da Boa Morte como afirmam alguns), de Nossa Senhora da Conceição, além do Senhor Morto, que é a mais antiga do Estado da Bahia.
No dia 26 de julho, comemora-se o dia de Senhora SantAna, Padroeira de Palame.



O letreiro temático foi inaugurado em 2021 e se tornou cenário para fotos entre os turistas

Praça Monsenhor Zacarias Luz, s/n Esplanada – BA – CEP: 48370-000
CNPJ: 13885231000171
© Todos os direitos reservados 2022